Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
Yta Turismo Ltda ME

Campanha de Acessibilidade

Turismo Adaptado FACE

OMDA

Transporte Adaptado

MObfloripa | Agenda

Blog Mão na Roda

Turismo Adaptado

Floripa para todos


ProDeaf lança aplicativo gratuito que traduz a fala para língua brasileira de sinais



Aplicativo é capaz de reconhecer a voz e traduzir a fala diretamente para Libras, utilizando um personagem na tela do celular.




Data:

15/04/2013

Fonte:

www.itweb.com.br

Fonte da imagem:

Divulgação

TAGs:

acessibilidade, deficiência auditiva, aplicativos

Editoria:

Necessidades Especiais


Atualização: 15/04/2013



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Horários ônibus adaptado - JOTUR



* Horários ônibus urbano em Braille - Canasvieira Transporte



* Manual bem humorado dos privilegiados auditivos



* Necessidades especiais - Entidades em Florianópolis



* Auto Viação Catarinense - SAC para deficientes auditivos





Em 2009, três estudantes da UFPE se juntaram para criar uma empresa de softwares que começou mais como um projeto acadêmico até conhecerem outro estudante que viria a integrar a equipe. As barreiras enfrentadas por Marcelo Amorim, portador de deficiência auditiva que estudava na mesma faculdade, levaram os universitários a se questionarem por que não utilizar a tecnologia para ajudar outras pessoas com as mesmas dificuldades?

Assim nasceu a ideia que originou o primeiro aplicativo móvel para smartphones capaz de traduzir a fala para a Língua Brasileira de Sinais (Libras), lançado nesta segunda-feira no mercado pela empresa pernambucana Prodeaf. A ferramenta homônima já está disponível para sistemas operacionais Android e nos próximos meses será lançada para iOS e Windows Phone.

Em 2011, o projeto foi premiado em segundo lugar no Imagine Cup, dando início à parceria-chave com a Microsoft, que foi responsável para que a ideia deixasse de ser um projeto universitário e se tornasse um software. O aplicativo lançado hoje é resultado do investimento de R$500 mil feito pela ProDeaf, através do financiamento do Sebrae e do CNPQ, e do patrocínio do Grupo Bradesco Seguros. A empresa também teve outro parceiro estratégico, a Wayra, aceleradora de startups da Telefônica, que forneceu toda a infraestrutura para o desenvolvimento do aplicativo e hoje é sócia do ProDeaf.

Ao longo de dois anos de projeto, além da participação de uma equipe formada por designers, intérpretes, linguistas e programadores, liderados por João Paulo Oliveira, CEO do Prodeaf, pelo gerente executivo Flávio Almeida e pelo gerente de tecnologia Amirton Chagas, o envolvimento colaborativo da comunidade de surdos foi indispensável para se chegar à versão atual. "Quando mostramos nosso projeto inicial para os colaboradores surdos das empresas do Grupo Bradesco Seguros percebemos que várias melhoras precisavam ser feitas. O feedback deles foi fundamental para que conseguíssemos chegar à versão atual", comenta o CEO da ProDeaf.

O aplicativo ProDeaf Móvel reconhece a voz do usuário e traduz a fala diretamente para Libras por meio de um personagem (avatar) na tela do celular. Atualmente, a tradução é feita com base em um dicionário com 3.700 sinais, com planos de ser ampliado e regionalizado, recebendo sinais específicos de determinadas regiões do país.

O Brasil tem hoje 10 milhões de surdos, sendo que deste total 2,7 não dominam a língua portuguesa. O aplicativo poderá ser um recurso importante para ajudar a eliminar essa barreira de comunicação e interação entre ouvintes e surdos. João Paulo Oliveira acrescenta ainda que o objetivo da empresa é criar uma base colaborativa de sinais feitas pelos surdos e para os surdos através de uma ferramenta gratuita baseada no reconhecimento de gestos em Libras que será disponibilizada em junho.



A versão do ProDeaf para Android está disponível para download no Google Play ou no site da empresa.