Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
Bike Anjo

Revista Bicicleta

Everbike

Caminhos do Sertão Cicloturismo

FITZZ | e-bikes

TJ Motos

Park Bikes

ViaCiclo - Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis


Como trancar sua bicicleta de forma segura



Com o cabo, prende-se a roda dianteira e o selim, passando por dentro do quadro.


  

Data:

26/07/2016

Fonte:

Vá de Bike

Fonte da imagem:

Vá de Bike | Divulgação

TAGs:

segurança, ciclistas

Editoria:

Bicicletas


Atualização: 26/07/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Associe-se à ViaCiclo!



* Gênero e mobilidade na ótica de ciclistas florianopolitanas



* Conheça o sistema de mapeamento de rotas para passeios Bikemap



* Conheça o projeto de estacionamentos para bicicletas do IPUF [2011]



* Aprendendo a andar de bicicleta na idade adulta





Veja nesse vídeo como foi fácil cortar o cabo de aço que prendia a bicicleta, no centro de São Paulo. O ladrão levou apenas 36 segundos e usou um alicate pequeno. O vídeo foi publicado pelo Daniel Guth. A edição é da nossa colega Rachel Schein.





Um cabo de aço mais grosso teria apenas aumentado o tempo em mais alguns segundos. Na melhor das hipóteses, seria necessário outro tipo de alicate.



Trancando bem

Às vezes acho que até perco tempo demais trancando e destrancando a bicicleta quando paro em algum lugar. Mas aí penso que é melhor perder alguns minutos do que perder a bicicleta.



Como as rodas e o selim da minha bicicleta têm blocagem (aquele “quick release”, que permite retirá-los sem precisar de ferramenta), uso sempre uma u-lock conjugada com um cabo de aço. Com a u-lock, prendo o quadro e a roda traseira. Com o cabo, prendo a roda dianteira e o selim, passando por dentro do quadro.



Para prender assim, junto com o selim, o cabo de aço precisa ser um pouco mais longo. Se o seu não alcançar, retire o selim e coloque-o no chão, ao lado da bicicleta. O cabo é passado pelos trilhos do selim.



U-lock

A trava em formato de U (em amarelo na galeria de fotos) não é infalível, mas aumenta e muito a segurança da bicicleta. É bem mais difícil de abrir que um cabo de aço tradicional. Conjugando os dois tipos de trava, o meliante precisará de mais de uma ferramenta para conseguir levar a bicicleta e provavelmente acabará desistindo.



De qualquer forma, não é recomendável deixar a bicicleta muito tempo estacionada no mesmo local sem supervisão, como por exemplo uma noite inteira na rua. Com tempo suficiente, o ladrão abre até cofre…



Em vídeo

Veja na prática como trancar sua bicicleta de forma segura, nesse vídeo gravado para a TV Estadão (a partir de 1:37).



Travas de blocagem

Essas fotos são de alguns anos atrás. Atualmente, minha bicicleta tem uma blocagem com “segredo” no selim, o que me libera de passar o cabo de aço por ele.



O tal segredo eu posso contar: a blocagem só abre se a bicicleta estiver a pelo menos 90 graus em relação ao solo (em pé). Como a bicicleta trancada de forma correta só poderá ser levantada assim se for destrancada, seria preciso soltar a bicicleta toda para conseguir retirar o selim. ;)



Há outros tipos de blocagem segura, alguns com chaves especiais para abrir, que são únicas para cada conjunto. Mas ainda assim eu continuaria usando duas travas…



Dica: Se você estiver só com uma u-lock e precisar trancar uma bicicleta que tenha blocagens, solte a roda dianteira e o selim e coloque-os ao lado da roda traseira. Passe a u-lock pelas duas rodas mais o trilho do selim, sempre por dentro do triângulo traseiro do quadro.



Figura 1. Presa à roda traseira e passando por dentro do triângulo, o quadro é preso sem precisar passar a trava por ele. Só serrando a trava - ou a roda.



Figura 2. Essa foto mostra uma situação mais que errada: além de prender apenas pela roda, a bicicleta estava presa pelos raios, que poderiam ser cortados com qualquer alicate. O ladrão soltou os parafusos da roda e levou o resto da bicicleta. Foto: Kristian Ovaska/Wikimedia Commons.



Acesse esse artigo direto da fonte...