Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
MIX Rocha

MObfloripa | Guia

Everbike

PLAMUS

FITZZ | e-bikes


Ministério dos Transportes e DNIT preparados para emergências no período das chuvas







Data:

01/01/2012

Fonte:

Ministério dos Transportes

Fonte da imagem:

Ministério dos Transportes

TAGs:

chuva, ministério dos transportes, DNIT, verão

Editoria:

Transportes


Atualização: 01/01/2012



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Maciço do Morro da Cruz poderá receber Transporte Funicular



* Estudante da UFRGS cria site com rotas de ônibus de Porto Alegre



* Ministério dos Transportes e DNIT preparados para emergências no período das chuvas



* Florianópolis deve facilitar o acesso às informações sobre o transporte público



* Futuro da mobilidade paulista passa por trilhos





Plano de ação inclui equipes de prontidão em locais estratégicos para atuação imediata buscando evitar a interrupção do tráfego.

O Ministério dos Transportes e o DNIT estão preparados para enfrentar o período de intensificação das chuvas que ocorre entre os meses de novembro e março. As principais rodovias passíveis de ocorrências já foram mapeadas e os órgãos adotaram providências junto às superintendências regionais e unidades locais do DNIT para evitar a interrupção do tráfego de veículos. Nos locais onde não houver condição de evitar a interrupção do trânsito, vai executar a obra de emergência necessária no menor espaço de tempo possível. O objetivo é garantir a trafegabilidade das rodovias e segurança e conforto para os usuários.

Nos períodos chuvosos, há equipes de prontidão distribuídas em locais estratégicos nas rodovias federais de modo a atuar de forma rápida nas ações de socorro imediato, como implantação da sinalização preventiva, de desvios, desobstrução de pista e recuperações. Os principais problemas causados pelas chuvas são as erosões ou escorregamentos de barreiras e aterros, rompimento de bueiros e de cabeceiras de pontes de pequenas dimensões.

Neste fim de ano, as equipes do DNIT já entraram em ação em casos como a BR-116/MG, na altura de Além Paraíba, onde houve uma queda de barreira na madrugada desta segunda-feira (26) que interrompeu a pista nos dois sentidos. Às 9h30m do mesmo dia o tráfego foi liberado parcialmente (meia pista) e às 16 hs, a pista já estava com trânsito normalizado nos dois sentidos. Outro exemplo é a BR-060 em Goiás, a 50 quilômetros de Goiânia, onde o rompimento de um bueiro na última quinta-feira (22) formou uma cratera que levou parte da pista. Os trabalhos foram iniciados imediatamente e a pista foi liberada nesta quarta-feira (28).

Historicamente, os estados mais afetados por desastres naturais devido ao período chuvoso são Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina, São Paulo, Espírito Santo e Paraná, de maneira geral nesta ordem, sendo os três primeiros detentores de aproximadamente metade das ocorrências de todo o país, liderados pelo Rio de Janeiro. No Rio de Janeiro, estes problemas ocorrem em sua grande maioria na BR-101/RJ e, com menor frequência, na BR-495/RJ e BR-354/RJ. Já em Minas Gerais, as principais ocorrências são registradas na BR-116/MG, seguida da BR-262/MG, dentre outras com menor frequência.

Em 2011, além do Rio de Janeiro e Minas Gerais, Santa Catarina também sofreu com danos gerados por intensas precipitações pluviométricas. No estado, problemas desta natureza ocorrem principalmente na BR-280/SC, tanto no litoral quanto na serra; na BR-282/SC, no trecho da serra, e na BR-470/SC, principalmente no Vale do Itajaí.



Acesse a reportagem direto da fonte ::> Ministério dos Transportes