Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
MIX Rocha

MObfloripa | Guia

PLAMUS

FITZZ | e-bikes

Everbike


Implantação do metrô de superfície é uma das prioridades propostas para orçamento 2013 de SC



Metrô de superfície surgiria como possível solução para o problema crônico de transporte na Ilha.




Data:

26/06/2012

Fonte:

clicrbs | floripatequerobem | 25/06/2012

Fonte da imagem:

Divulgação

TAGs:

desenvolvimento urbano, mobilidade urbana, metrô, florianópolis

Editoria:

Desenvolvimento Urbano


Atualização: 26/06/2012



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* OPINIÃO | Ponta do coral: por uma abordagem mais realista e menos ideológica



* Comunidade da Bacia do Itacorubi faz reunião com membro do IPUF para discutir mobilidade urbana em Florianópolis



* Banco Central amplia financiamento para obras de saneamento e mobilidade urbana



* Rio+20: Cidades terão metas para cortar poluição



* Implantação do metrô de superfície é uma das prioridades propostas para orçamento 2013 de SC





Lista com outras duas propostas foi definida em audiência pública

Vídeomonitoramento, implantação do metrô de superfície e reativação de leitos hospitalares na rede pública, essas são as prioridades definidas em audiência pública do Orçamento Regionalizado 2012, promovida pela Assembleia Legislativa na tarde desta segunda-feira em São José, na Grande Florianópolis. As propostas devem ser incluídas no orçamento estadual 2013.

A conclusão do encontro seguiu a tendência das outras 13 audiências realizadas no interior do Estado, cujas prioridades também foram na área da saúde e infraestrutura.

De acordo com o o presidente da Comissão de Finanças, deputado Marcos Vieira (PSDB), um acordo feito entre os poderes Legislativo e Executivo no último ano tem permitido que as ações elencadas nas audiências públicas sejam incluídas no orçamento estadual, sem a necessidade de realização de emendas parlamentares. O deputado informou que cerca de 43% das prioridades levantadas nas do último ano já estão sendo executadas.

- A Assembleia Legislativa vai ao encontro das comunidades para discutir as prioridades. Pedimos para o poder executivo colocar no orçamento, se isso não acontece, fazemos por emenda - observa Vieira.

A participação social na elaboração do orçamento regionalizado é obrigatório desde 1986, com a aprovação das emendas à Constituição números 11 e 12 e a regulamentação pela Lei Complementar 157.



Acesse essa notícia direto da fonte.