Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
Everbike

MIX Rocha

FITZZ | e-bikes

PLAMUS

MObfloripa | Guia


G1: Debate aponta problemas e saídas para o trânsito em Florianópolis







Data:

17/02/2016

Fonte:

G1 Santa Catarina

Fonte da imagem:

Recorte digital de g1.globo.com

TAGs:

mobilidade, acessibilidade, ônibus, transportes, turistas, moradores, Florianópolis

Editoria:

Trânsito


Atualização: 18/02/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Trânsito do Centro da Capital sofre alterações nesta segunda quinzena de outubro.



* Código de trânsito pode ficar mais severo



* Experimente fazer o teste de mitos do trânsito proposto pelo G1



* TRÂNSITO: Novembro tem curso do DENATRAN em São José



* TRÂNSITO: Prefeitura discute com entidades a revitalização da Edu Vieira





Balanço da série 'De Olho no Verão' falou sobre questões de mobilidade.



Os congestionamentos enfrentados por turistas e moradores em Florianópolis durante o verão, o excesso de veículos, a pouca oferta de ônibus nos fins de semana e nas madrugadas e a insuficiência de acessibilidade no transporte público foram temas debatidos nesta terça-feira (16) em um balanço sobre a temporada.



O debate "De olho no Verão" reuniu na sede da RBS TV em Florianópolis o diretor de Planejamento da Secretaria de Mobilidade Urbana de Florianópolis, Diuzon Manoel da Costa Filho, e o presidente do Sindicato dos Transportadores Escolares de Florianópolis e o operador do transporte seletivo Farofinha durante o verão, Umberto Ouriques Neto.



Também participaram o especialista em mobilidade urbana e professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Werner Kraus, além de Denise Siqueira, da organização Floripa Acessível.



Os temas abordados foram:



Placas estrangeiras

O grande volume de carros de turistas nas ruas da cidade foi apontado como uma das principais causas dos congestionamentos. “Tivemos uma grande quantidade de argentinos de automóvel.



Pouca oferta nos fins de semana

A pouca oferta de transporte coletivo não só no verão, mas nos demais meses do ano foi um dos problemas apontados por Denise Siqueira.



Acessibilidade

Cadeirante, Denise também questionou a falta de informações sobre os horários de ônibus adaptados a pessoas com deficiência. “Eu uso constantemente o transporte coletivo. A prática da rua não é a planilha da Fênix, eles passam uma informação e a realidade na rua é outra. 



Calor nos coletivos

A falta de ar-condicionado no transporte comum também foi um dos pontos debatidos.



Volta às aulas

Nesta semana, a volta às aulas em boa parte das escolas também tem complicado o trânsito na central da capital. “A partir do início das aulas, que ocorreu logo após o carnaval, a gente percebeu um acréscimo grande nas nossas vias em todas as localizações de Florianópolis”, disse Umberto Ouriques Neto.



Pontos de ônibus

A gente tem 2.200 pontos de ônibus, dos quais 1.200 possuem abrigo. Provavelmente as reclamações são por manutenção desses abrigos, mas há muita depredação, especialmente nas linhas mais longas. 



Continue lendo esta notícia direto da fonte...