Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
MObfloripa | Guia

MIX Rocha

FITZZ | e-bikes

PLAMUS

Everbike


PMF: Prefeito pede apoio ao Comdes pela Via Expressa







Data:

02/03/2016

Fonte:

Prefeitura de Florianópolis

Fonte da imagem:

Recorte digital de pmf.sc.gov.br

TAGs:

Comdes, obras, BR282, Transportes, Florianópolis, São José, mobilidade, ônibus

Editoria:

Mobilidade Urbana


Atualização: 02/03/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Equipe do Mobfloripa no debate sobre mobilidade urbana em Florianópolis



* Mobilidade urbana na Capital - Veja como foi o Painel RBS



* Mobilidade urbana, afinal que trem é esse?



* Mobilidade ativa pode ser opção para alto número de carros circulando em Florianópolis.



* Florianópolis sediará em março o 1º Fórum das Américas sobre Mobilidade nas Cidades.





“Quero convidar o Comdes a ajudar a cobrar do Ministério dos Transportes esta obra essencial para a Região Metropolitana de Florianópolis que é a expansão do trecho da BR-282, conhecida como Via Expressa. O Ministério ficou de lançar o edital para construir as terceiras pistas até a próxima sexta-feira, 4 de março. Neste momento, temos 98% de certeza de que isto não vai acontecer. Mas o Ministério se comprometeu publicamente, e precisamos de força social para cobrar”, pediu o prefeito Cesar Souza Junior aos participantes da primeira reunião plenária de 2016 do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Florianópolis (Comdes).



A reunião aconteceu nesta segunda-feira (29), na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Florianópolis, e além dos prefeitos da Capital e de São José, Adeliana Dal Pont, reuniu os deputados federais Esperidião Amin e Carmen Zanotto, o deputado estadual Mário Marcondes e representantes de mais de 40 entidades.



O presidente do Comdes, Adriano Carlos Ribeiro, disse que a principal meta neste ano será a elaboração de um Plano Estratégico envolvendo  temas de interesse de toda a região, como turismo sustentável, mobilidade urbana, sustentabilidade econômica e governança  metropolitana, além de saneamento e resíduos.



Sobre mobilidade, Cesar Souza Junior disse que Florianópolis e São José, depois de muitos anos, “já têm alguns consensos estabelecidos: nós já sabemos o que não fazer.” Como exemplo do que não fazer, ele citou o caso de obras estruturais que não se comunicam entre si, como foi o caso da Beira-mar Continental. “Também estamos de acordo com a aposta no transporte coletivo como uma solução regional, com corredores de ônibus exclusivos”, disse.



Acesse essa notícia direto da fonte