Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
MObfloripa | Guia

MIX Rocha

PLAMUS

Everbike

FITZZ | e-bikes


CicloVivo: Noruega vai investir mais de R$ 1 bilhão em estradas para bicicletas



A ideia é construir estruturas que liguem os subúrbios e o interior às grandes cidades.




Data:

11/03/2016

Fonte:

CicloVivo, The City Fix Brasil

Fonte da imagem:

Recorte digital de ciclovivo.com.br

TAGs:

ciclistas, infraestrutura cicloviária, ciclovias, Noruega

Editoria:

Bicicletas


Atualização: 11/03/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Magrelas, gratuitas e eficientes em Brasília



* Bicicletas podem garantir mais segurança no trânsito em Florianópolis



* O futuro do transporte está nas bicicletas?



* Novas "highways" para bicicletas fazem sucesso em Londres



* Bicicleta: o meio de transporte do futuro





Engajada na luta por diminuir as emissões de gases poluentes do trânsito, a Noruega anunciou recentemente o investimento de mais de R$ 1 bilhão em estradas exclusivas para bicicletas.



O principal projeto ciclístico consiste na criação de estradas exclusivas para bicicletas. As vias não seriam construídas dentro das grandes cidades. A ideia é construir estruturas que liguem os subúrbios e o interior às grandes cidades. A proposta deve colocar a bicicleta como um meio de transporte eficiente para trajetos longos. 



As ciclo-estradas devem ser totalmente segregadas e com pistas duplas, para oferecer maior segurança aos ciclistas e permitir que eles trafeguem em alta velocidade, sem se preocupar com trânsito ou com obstáculos comuns.



O plano norueguês ainda prevê que até 2030, 75% dos automóveis e 50% dos caminhões que rodam pelas estradas do país tenham baixa emissão de gases de efeito estufa. Além disso, eles pretendem não aumentar a quantidade de automóveis nas ruas, investindo em ferrovias e outras opções de transportes coletivos.



A Noruega está em desvantagem em termos de mobilidade sustentável, se comparado aos seus vizinhos. Na Dinamarca, por exemplo, 17% das viagens diárias são feitas em bicicletas. Na Suécia são 12%, enquanto na Noruega são apenas 5%. Até 2030, o país quer que este percentual suba para 20.



O governo objetiva ter um crescimento ínfimo ou próximo de zero no uso de carros na Noruega entre agora e 2030.  Aliás, a Noruega é o país que mais vende carros de emissão zero no mundo. Isso se deve, em parte, pelos impostos muito mais baixos para os veículos verdes. Mas o governo destaca que mesmo esses carros verdes criam ruídos, trânsito e alguma poluição, mesmo que seja de pastilhas de freio ou agitando a poeira. Por isso, o governo estuda criar impostos para veículos verdes – que serão menores que os pagos por carros convencionais.



(Fonte: CicloVivo, The City Fix Brasil)