Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
FITZZ | e-bikes

MObfloripa | Guia

MIX Rocha

PLAMUS

Everbike


PMF: Decreto regulamenta motofretes na Capital







Data:

16/03/2016

Fonte:

Prefeitura de Florianópolis

Fonte da imagem:

Recorte digital de pmf.sc.gov.br

TAGs:

motofretistas, Florianópolis, AMOFLORIPA, Motociclistas, motoboys, motofrete

Editoria:

Transportes


Atualização: 16/03/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Maciço do Morro da Cruz poderá receber Transporte Funicular



* Estudante da UFRGS cria site com rotas de ônibus de Porto Alegre



* Ministério dos Transportes e DNIT preparados para emergências no período das chuvas



* Florianópolis deve facilitar o acesso às informações sobre o transporte público



* Futuro da mobilidade paulista passa por trilhos





Cerca de 500 motofretistas que atuam nas ruas de Florianópolis serão beneficiados



O prefeito Cesar Souza Junior assinou neste sábado (12) o decreto que regulamente o serviço de motofrete em Florianópolis. Com a medida, aproximadamente 500 motofretistas profissionais que atuam nas ruas da capital catarinense serão beneficiados.



A partir de agora, o Instituto de Geração de Oportunidades de Florianópolis (IGEOF), por meio de um convênio de cooperação técnica com a Associação de Motociclistas da Grande Florianópolis (AMOFLORIPA), irá gerir o sistema de cadastramento de 'motoboys' e 'motofrete' e de motocicletas e motonetas para uso na atividade.



Segundo o prefeito, a medida é importante principalmente para otimizar os serviços prestados por esses profissionais. “Se tirarmos a atividade do motofrete, a cidade literalmente para. Com o decreto, teremos curso, legalidade, capacitação e o mais importante, que é a fiscalização do setor”, destacou Cesar Souza Junior.



De acordo com o presidente da AMOFLORIPA, Pedro Luis Sabaciauskis, o reconhecimento da Prefeitura representa um avanço para a categoria. “Nosso serviço será mais valorizado. Queremos fortalecer a relação com o cliente, dando mais credibilidade ao setor. A população vai saber a partir de agora qual profissional está cumprindo a lei e qual está agindo na ilegalidade”, afirmou.



O serviço do motofretista é diferente do de mototaxista. O decreto prevê a regularização somente dos motofretistas, que são profissionais que transportam apenas mercadorias.



Acesse essa notícia direto da fonte