Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
FITZZ | e-bikes

MObfloripa | Guia

MIX Rocha

PLAMUS

Everbike


PMF: Mudanças no sistema de semáforos exigem atenção







Data:

18/03/2016

Fonte:

Prefeitura de Florianópolis

Fonte da imagem:

Recorte digital de pmf.sc.gov.br

TAGs:

semáforos, tecnologia, motoristas, transportes, mobilidade urbana

Editoria:

Trânsito


Atualização: 18/03/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Trânsito do Centro da Capital sofre alterações nesta segunda quinzena de outubro.



* Código de trânsito pode ficar mais severo



* Experimente fazer o teste de mitos do trânsito proposto pelo G1



* TRÂNSITO: Novembro tem curso do DENATRAN em São José



* TRÂNSITO: Prefeitura discute com entidades a revitalização da Edu Vieira





Durante processo de atualização, luzes podem passar do verde diretamente para o vermelho



Até o final de abril, os motoristas que trafegam tanto na Ilha como no Continente devem ficar atentos à troca de comandos dos semáforos. Devido à atualização do sistema, e por causa dela, é possível que o sinal verde passe para vermelho sem a intermediação do amarelo.



O alerta é do diretor de Operações de Trânsito, Leandro Marques, que coordena a instalação do novo sistema de semáforos da Capital desde o início de janeiro. O trabalho se estende a mais de 400 equipamentos e deve estar totalmente atualizado dentro de um mês.



“Estamos casando uma tecnologia de última geração, que é o novo software, com equipamentos mais antigos, por isso, durante este processo, os motoristas precisam redobrar a atenção”, informou.



O trabalho de alteração de todos os equipamentos começou em janeiro e envolve a instalação de 134 novos sistemas de controle – o que compreende 630 semáforos distribuídos em toda a cidade.



Entenda como irá funcionar



- A empresa especializada em tecnologia que venceu a licitação, a Dataprom, irá instalar 134 sistemas de controle de trânsito, espalhados em áreas estratégicas da cidade. O mesmo utilizado em grandes metrópoles, como Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro.



- Estes sistemas ficam dentro de caixas no solo e não são percebidos pelos motoristas. Elas funcionam como CPU´s de computadores, onde softwares de última geração irão controlar 630 semáforos da cidade.



- Em uma sala, na rua Deodoro, ficará a central de monitoramento. Lá, seis telas em LED (chamadas tecnicamente de videowall – pois possuem tecnologia superior às de televisão) irão funcionar como “telas de computador”, das 134 “CPU´s” espalhadas pela cidade.



- Nas telas, estarão todos os 630 semáforos da cidade, enviando informações em tempo real sobre o trânsito, dia e noite. Com apenas um clique, os agentes de trânsito poderão alterar a sincronia de um semáforo, fazendo o trânsito fluir na direção que for necessário.



- Os motoristas que estiverem em congestionamentos (em vias municipais) poderão interagir com os agentes pelo número 153 da Guarda Municipal – relatando problemas ou filas fora do comum.



O que este software pode fazer

- monitora o fluxo da via;

- determina planos específicos de acionamento para horários determinados;

- estabelece pedidos de mudança de planos de via;

- como a mudança é em tempo real, o maior benefício é a fluidez no trânsito, evitando congestionamentos.



Custo e cronograma de instalação

Investimento: R$ 5,5 milhões

Início da instalação: janeiro de 2016

Término: maio de 2016



Acesse essa notícia direto da fonte