Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
Everbike

MObfloripa | Guia

PLAMUS

MIX Rocha

FITZZ | e-bikes


The City Fix Brasil | Além do turismo: elevador em Salvador é peça importante na mobilidade urbana







Data:

28/03/2016

Fonte:

The City Fix Brasil

Fonte da imagem:

Recorte digital de thecityfixbrasil.com

TAGs:

Salvador, pedestres, ciclistas, acessibilidade, ônibus

Editoria:

Mobilidade Urbana


Atualização: 28/03/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Equipe do Mobfloripa no debate sobre mobilidade urbana em Florianópolis



* Mobilidade urbana na Capital - Veja como foi o Painel RBS



* Mobilidade urbana, afinal que trem é esse?



* Mobilidade ativa pode ser opção para alto número de carros circulando em Florianópolis.



* Florianópolis sediará em março o 1º Fórum das Américas sobre Mobilidade nas Cidades.





Quem passeia por Salvador, logo se impressiona com a beleza natural da cidade, suas praias e os encantos de suas ladeiras históricas. Entre os cenários mais visitados, está o imponente Elevador Lacerda, com seus 63 metros de altura, considerado símbolo da cidade. No entanto, muito mais do que um ponto turístico, é também transporte coletivo, responsável por levar, aproximadamente, 28 mil pessoas por dia no trajeto entre Cidade Baixa e Cidade Alta. Além dele, outros três ascensores integram as opções de mobilidade urbana da capital baiana.



Com custo de R$ 0,15 por viagem, os ascensores são uma saída garantida para reduzir o tempo de deslocamento. Além do vertical Elevador Lacerda, existem outros três planos inclinados, Pilar, Gonçalves e da Liberdade. Todos agora permitem a entrada de passageiros com suas bicicletas, incentivando a integração dos modais.



A Equipe do The City Fix Brasil esteve na cidade para o seminário “Mais Transporte, Menos Emissões”, organizado pelo WRI Brasil, com apoio da Embaixada Britânica e da Secretaria Municipal de Mobilidade (SEMOB). Para conhecer a organização desordenada do desenho urbano de Salvador, passeamos com Tonny Bittencourt, arquiteto na Prefeitura de Salvador. Foi ele quem nos explicou que os planos e o elevador foram criados devido às dificuldades de ligação proveniente de uma falha geológica, que é dividida em dois platôs. “Eles facilitam de maneira extraordinária o translado entre Cidade Alta e Cidade Baixa. É uma descida muito rápida, além de uma vista maravilhosa da Baía de Todos os Santos e do comércio – os turistas ficam encantados, em especial com o Elevador Lacerda, que se tornou o principal marco urbano na paisagem soteropolitana e, ao longo do tempo, se transformou no símbolo da cidade no âmbito nacional e internacional”, diz.



O valor cobrado até parece simbólico e serve para a manutenção das estruturas. Atualmente, estão sendo realizadas ações para melhorar a acessibilidade dos locais, como colocação de piso tátil. Na área da Cidade Baixa, os ascensores desembarcam próximos a pontos de ônibus, facilitando o acesso às linhas que levam para outros bairros da cidade.



Continue lendo esta notícia direto da fonte...