Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
MIX Rocha

Everbike

PLAMUS

MObfloripa | Guia

FITZZ | e-bikes


Vá de Bike | Queda nas mortes de ciclistas foi de 60% em São Paulo







Data:

29/03/2016

Fonte:

Vá de Bike

Fonte da imagem:

Recorte digital de vadebike.org

TAGs:

ciclistas, ciclovias, segurança viária, velocidade, trânsito, São Paulo

Editoria:

Bicicletas


Atualização: 29/03/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Magrelas, gratuitas e eficientes em Brasília



* Bicicletas podem garantir mais segurança no trânsito em Florianópolis



* O futuro do transporte está nas bicicletas?



* Novas "highways" para bicicletas fazem sucesso em Londres



* Bicicleta: o meio de transporte do futuro





A queda acentuada nas mortes de ciclistas coincide com o aumento na malha cicloviária da cidade, que já chegou a 385,4 km, com a meta de chegar aos 400 km até o final de 2016. A atual gestão municipal implantou 288,8 km de ciclofaixas e ciclovias, aumentando a segurança de quem pedala.



Outro fator que influenciou em um trânsito mais seguro foi a redução de velocidade máxima para o padrão de 50 km/h nas vias arteriais. Além de dar ao motorista maior tempo de reação – o que por si só diminui a quantidade de atropelamentos e até mesmo de colisões com outros carros – a redução de velocidade garante maior chance de vida (e menos ferimentos e sequelas) a ciclistas e pedestres que chegarem a ser atropelados.



E isso não é simples lógica dedutiva. Em Nova York, uma campanha sobre limites de velocidade alerta para o fato de que a chance de morte em um atropelamento chega a 70% a 64 km/h (40 mph), contra apenas 20% a 48 km/h (30 mph). O estudo “Killing Speed and Saving Lives: The Government’s Strategy for Tackling the Problem of Excess Speed on our Roads”, do Departamento de Transportes do Reino Unido (disponível apenas em mídia impressa), apontava em 1992 números um pouco maiores, mas em uma relação bastante semelhante: 85% de mortes a 40 mph, contra 45% a 30 mph e apenas 5% a 20 mph. Outro estudo britânico prevê uma diminuição de mortes de 5% para cada milha a menos na velocidade média.



Continue lendo esta notícia direto da fonte...