Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
Everbike

PLAMUS

MObfloripa | Guia

FITZZ | e-bikes

MIX Rocha


Startup de Florianópolis quer inovar na mobilidade urbana de Floripa







Data:

05/04/2016

Fonte:

Veículo Compartilhado

Fonte da imagem:

Divulgação Veículo Compartilhado

TAGs:

compartilhamento, veículos, mobilidade urbana, carro, Florianópolis

Editoria:

Trânsito


Atualização: 05/04/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Trânsito do Centro da Capital sofre alterações nesta segunda quinzena de outubro.



* Código de trânsito pode ficar mais severo



* Experimente fazer o teste de mitos do trânsito proposto pelo G1



* TRÂNSITO: Novembro tem curso do DENATRAN em São José



* TRÂNSITO: Prefeitura discute com entidades a revitalização da Edu Vieira





Jovens empreendedores iniciaram um serviço de compartilhamento de veículos em Florianópolis e sonham em impactar a mobilidade urbana.



Buscando alternativas para melhorar a mobilidade urbana do tão caótico trânsito de Florianópolis, um grupo de alunos e ex alunos da Universidade Federal de Santa Catarina criou um serviço inovador de compartilhamento de veículos. O crescimento da frota de veículos particulares aliado à baixa ocupação deles (média de 1,4 pessoas por veículo) está se mostrando um enorme problema que contribui para a piora da fluidez do trânsito da Ilha. Mesmo assim, milhares de pessoas ainda não possuem acesso ao conforto e liberdade que, até o momento, somente um carro proporciona. Pensando nisso, os jovens empreendedores criaram um serviço que oferece acesso abrangente a veículos através do compartilhamento, que nada mais é do que um aluguel por curtos períodos de tempo. Pessoas que, até então, não teriam condições de se locomover pela cidade com um automóvel, agora podem ter o benefício do uso sem o ônus da posse. E o melhor, como esse uso é compartilhado, são necessários menos veículos nas ruas para atender o mesmo número de pessoas.



Segundo Rodrigo Magri, cofundador da startup, pode-se imaginar que esse serviço aumentaria o número de veículos nas ruas. Isso até pode acontecer em um primeiro momento, entretanto, quanto mais pessoas conhecem e confiam no sistema, bem como a oferta de veículos cresce, abrangendo a cidade toda, as pessoas que compraram seus carros perceberão que o custo anual de possuir um carro é muito maior do que se elas utilizassem o Veículo Compartilhado. Isso já é comprovado em países europeus, onde um carro compartilhado retira das ruas em média 15 veículos.



Recentemente a startup expandiu sua frota e já conta com 4 veículos andando pelas ruas de Florianópolis. Para se ter uma ideia, a maior empresa do Brasil de Car Sharing (termos comumente utilizado para o compartilhamento de veículos) conta hoje com 60 veículos e opera em São Paulo. Diferentemente da empresa sediada na capital paulistana, aqui em Floripa toda a tecnologia utilizada nos veículos está sendo desenvolvida pelos empreendedores e em solo catarinense. Eles acreditam que esse possa ser um grande diferencial para crescer e ultrapassar os 100 veículos em Florianópolis, pois uma tecnologia própria reduz custos e melhora a eficiência da operação.



Um veículo popular 1.0 com todos os itens de série a que um carro tem direito (ar condicionado, computador de bordo, sistema multimídia, etc.) é disponibilizado aos usuários a um custo de R$16,00 pelo período de 30 minutos. Pode parecer pouco tempo, mas se pensarmos bem, é tempo suficiente para a maioria dos deslocamentos esporádicos das pessoas, como aquela ida ao centro ou ao aeroporto. Vale ressaltar que a gasolina e o seguro veicular já estão incluídos nesse valor. Caso a pessoa queira ficar mais tempo com o carro, o valor aumenta a cada fração de 15 minutos. Para utilizar o serviço a pessoa faz um cadastro rápido e simples através do site www.veiculocompartilhado.com.br e recebe um cartão de acesso ao carro. Aí está outra inovação desses criativos empreendedores. A chave que liga o veículo fica sempre dentro do carro, sendo que o que abre o veículo é um cartão inteligente que é entregue na primeira reserva. Até o momento, a pessoa pode retirar um dos carros compartilhados em 6 pontos de Florianópolis: UFSC, aeroporto, rodoviária, Lagoa da Conceição, Barra da Lagoa e Av. Madre Benvenuta. E o melhor, não é obrigatório devolver o veículo no mesmo local, podendo deixá-lo no seu destino.



A startup tem um nome bem intuitivo e representa de forma literal o serviço que eles querem propor. Segundo Andre Girardi, cofundador, “o intuito era eliminar barreiras para o entendimento do serviço, por isso pensamos em um nome simples e direto, já que todo serviço novo gera dúvidas generalizadas”. A Veículo Compartilhado surge em um momento de crise no Brasil e os empreendedores veem nisso uma oportunidade. A posse de veículos consome uma enorme fatia do orçamento das famílias, então nada mais interessante do que encontrar uma forma de se ter esse conforto e liberdade gastando um pouco menos e ainda melhorando nosso trânsito caótico.



Vídeo do funcionamento do serviço: https://www.youtube.com/watch?v=r3v4r7QiIzk