Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
FITZZ | e-bikes

MIX Rocha

Everbike

PLAMUS

MObfloripa | Guia


The City Fix Brasil | Pesquisadores buscam formas de tornar os cruzamentos mais seguros para ciclistas







Data:

04/05/2016

Fonte:

The City Fix Brasil

Fonte da imagem:

Recorte digital de thecityfixbrasil.com

TAGs:

ciclistas, pedestres, motoristas, cruzamentos, carros, segurança viária

Editoria:

Bicicleta


Atualização: 04/05/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Magrelas, gratuitas e eficientes em Brasília



* Bicicletas podem garantir mais segurança no trânsito em Florianópolis



* O papel da bicicleta na mobilidade urbana de Portugal



* Deputados de SC aprovam Lei para mobilidade não-motorizada.



* Conheça o Blog MOVIMENTO CICLOVIA DA LAGOA JÁ





Um dos pilares norteadores do conceito de igualdade no trânsito deve ser o reconhecimento da pessoa ao lado como igual, independentemente de raça, gênero ou quantidade de metal despendida para a fabricação do veículo escolhido para realizar seus deslocamentos. No entanto, debater o conceito de igualdade no trânsito permite inúmeros vieses, e todos refletem sobre relações da sociedade. Carros e bicicletas podem ser considerados para exemplificar a disparidade do ambiente urbano. Motivo que levou um grupo de pesquisadores da Universidade de Portland a estudar qual é a infraestrutura mais segura, útil e igualitária nas áreas em que ciclistas e carros confluem: os cruzamentos.



O comportamento da sociedade e sua relação com os centros urbanos vai de encontro a elementos que podem passar despercebidos, mas que são capazes de produzir desconforto, impaciência, estresse. Por exemplo, a qualidade e a infraestrutura de uma ciclovia ou a programação dos semáforos para pedestres. No entanto, por mais cotidianas que possam parecer, essas interações com o tecido urbano não resultam apenas em falta de qualidade de vida, mas podem produzir acidentes e mortes.



Entre bicicletas e carros também pode haver algumas barreiras positivas: as ciclovias. Se instaladas de acordo, com infraestrutura adequada e com a manutenção e a fiscalização necessárias, essas pistas protegidas são consideradas favoráveis para quem se locomove pelas cidades de bicicleta.  Apesar do maior conforto e segurança que essas estruturas proporcionam para quem pedala, em algum momento, haverá um espaço de intersecção. Os cruzamentos nos quais ciclistas, pedestres e carros se encontram precisam ser tratados em pé de igualdade. São nestes pontos que o design urbano deve ser estudado sob a ótica da segurança e da mobilidade, sem que nenhum dos modais seja desprivilegiado.



Continue lendo esta notícia direto da fonte...