Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
PLAMUS

FITZZ | e-bikes

MIX Rocha

Everbike

MObfloripa | Guia


Projeto Colabora | Há espaço para mais carros?







Data:

14/06/2016

Fonte:

Projeto Colabora

Fonte da imagem:

Recorte digital de projetocolabora.com.br

TAGs:

carros, cidade, bicicletas, tráfego, congestionamento, infraestrutura

Editoria:

Mobilidade Urbana


Atualização: 14/06/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Equipe do Mobfloripa no debate sobre mobilidade urbana em Florianópolis



* Mobilidade urbana na Capital - Veja como foi o Painel RBS



* Mobilidade urbana, afinal que trem é esse?



* Mobilidade ativa pode ser opção para alto número de carros circulando em Florianópolis.



* Florianópolis sediará em março o 1º Fórum das Américas sobre Mobilidade nas Cidades.





A dura batalha por uma cidade limpa, segura e com o espaço distribuído de forma justa



Há algumas semanas, ao me preparar para um evento em São Paulo sobre mobilidade urbana, me deparei com a seguinte pergunta: “Existe espaço para mais carros na cidade?”.



Fiquei surpresa com a pergunta, pois normalmente me perguntam se há espaço para bicicletas, jamais para carros. O espaço para carros muitas vezes é percebido como direito adquirido dos seus donos. Já no caso das bicicletas, o questionamento é comum visto que muitas das principais ruas em nossas cidades já contam com tráfego pesado e incluir a bicicleta no tecido viário, ao reduzir o espaço para carros, aumentaria o congestionamento. Neste caso, via de regra, digo que a resposta não é de cunho técnico. Tecnicamente, temos espaço para o que quisermos. A decisão sobre a destinação deste espaço, no entanto, é absolutamente política: o que queremos que caiba e para quem será dada prioridade? O mesmo se aplica para a reflexão se há espaço para carros.



Nos últimos 60 anos, planejadores urbanos e engenheiros deram total prioridade à construção de infraestrutura para automóveis particulares nas cidades brasileiras. A massa crítica em torno das externalidades deste modelo de urbanização só começou a se consolidar formando uma reação em cadeia nos últimos anos. São muitos os impactos negativos causados pelo excesso de carros na cidade.



Continue lendo esta notícia direto da fonte...