Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
MIX Rocha

FITZZ | e-bikes

Everbike

PLAMUS

MObfloripa | Guia


Revista Bicicleta | Qual o impacto da sinalização numa cidade ciclável?







Data:

22/06/2016

Fonte:

Revista Bicicleta

Fonte da imagem:

Recorte digital de revistabicicleta.com.br

TAGs:

ciclistas, carros, pedestres, sinalização, segurança viária

Editoria:

Trânsito


Atualização: 22/06/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Trânsito do Centro da Capital sofre alterações nesta segunda quinzena de outubro.



* Código de trânsito pode ficar mais severo



* Experimente fazer o teste de mitos do trânsito proposto pelo G1



* TRÂNSITO: Novembro tem curso do DENATRAN em São José



* TRÂNSITO: Prefeitura discute com entidades a revitalização da Edu Vieira





O termo cidade ciclável é adotado nos países desenvolvidos para denominar que ciclistas, carros e pedestres dividem o espaço urbano em harmonia. Esse é o grande desafio brasileiro da mobilidade urbana. Para isso, não basta a construção de ciclovias e ciclofaixas, o empréstimo de bicicletas e sua integração com o transporte urbano. Há que se investir, e muito, na sinalização para as três categorias de usuários das vias urbanas.



A sinalização de trânsito influencia na segurança viária. É ela quem organiza a circulação de veículos e pessoas nas vias públicas por meio de informações relevantes para a disciplina na movimentação do tráfego. No seu aspecto mais geral, a sinalização de trânsito compreende placas, marcas, luzes, gestos, sons, marcos e barreiras. É através dela que se regulamentam as obrigações, limitações, proibições ou restrições no uso da via; os condutores são advertidos sobre os perigos existentes; e são indicados o posicionamento dos veículos na via e as direções para atingir locais de interesse. No Brasil, o padrão de sinalização viária é regulamentado pelo Código de Trânsito Brasileiro.



Suíça, um exemplo de sinalização e segurança para os ciclistas



Um dos países mais ricos do mundo, com apenas 8 milhões de habitantes, duas cidades globais e centros econômicos importantes como Zurique e Genebra, além de considerado o melhor país para se nascer em 2013, a Suíça é um exemplo de mobilidade urbana em todos os sentidos. Entre os aspectos que mais chamam a atenção, além do transporte público abundante, confortável e absolutamente pontual, está a infraestrutura e a sinalização perfeita para o ciclista.



Continue lendo esta notícia direto da fonte...