Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
FITZZ | e-bikes

MIX Rocha

MObfloripa | Guia

Everbike

PLAMUS


Revista Bicicleta | Além da buzinada







Data:

30/06/2016

Fonte:

Revista Bicicleta

Fonte da imagem:

Recorte digital de revistabicicleta.com.br

TAGs:

ciclistas, ciclovias, segurança viária, motorista, rua

Editoria:

Bicicletas


Atualização: 30/06/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Magrelas, gratuitas e eficientes em Brasília



* Bicicletas podem garantir mais segurança no trânsito em Florianópolis



* O futuro do transporte está nas bicicletas?



* Novas "highways" para bicicletas fazem sucesso em Londres



* Bicicleta: o meio de transporte do futuro





Buzinar para um ciclista sair da frente significa muito mais que impaciência do motorista.



Que ciclista já não recebeu a buzinada de um motorista apressado ao dividir o espaço na rua? A falta de paciência de alguns motoristas para aguardar um ciclista sair da frente é no mínimo um fator de estresse e insegurança para quem está pedalando. Como só depende de suas pernas, a pressão que o ciclista sofre nesse momento é um risco evidente e desnecessário. Sem falar que o motorista pode tentar uma ultrapassagem arriscada. Uma queda da bike pode ser fatal.



Recentemente pedalei nas ruas de um bairro tipicamente americano na cidade de Miami. Todos sabemos que os Estados Unidos são uma sociedade que valoriza o automóvel. Prova disso é que Miami é extremamente mal servida de transporte público e não se encontram tantas facilidades para o ciclista como em cidades europeias. Embora cortada por avenidas largas e de trânsito rápido, Miami conta com algumas ciclovias bem sinalizadas, outras não em tão bom estado, com desníveis causados pelas raízes das árvores. Mas apesar de a bicicleta ser um meio de transporte quase insignificante naquele local, pedalar com segurança é um direito garantido a qualquer cidadão. Por isso, a treino, passeio ou deslocamento, com ou sem ciclovia, o ciclista tem total respeito e cuidado dos motoristas.



Houve momentos em que, devido à pista estreita, uma fila de carros se formava atrás de mim aguardando o momento de me ultrapassar com a distância de segurança necessária. Nenhuma buzina, recriminação ou demonstração de impaciência. Apesar de não ter pedalado à noite, soube que se a bike estiver sem os devidos sinalizadores os motoristas não hesitam em berrar: "lights!" (luzes).  Afinal, o ciclista tem que cumprir sua parcela de responsabilidade e garantir que seja visto de longe pelos motoristas. Deve respeitar a distância do meio-fio e estar atento ao trânsito em sua volta, contribuindo para evitar acidentes e possíveis ações na justiça.



Continue lendo esta notícia direto da fonte...