Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
MIX Rocha

PLAMUS

FITZZ | e-bikes

MObfloripa | Guia

Everbike


G1 | Dnit faz pesquisa no Vale e Litoral Norte sobre prioridades para estradas







Data:

05/07/2016

Fonte:

G1 Santa Catarina

Fonte da imagem:

Recorte digital de g1.globo.com

TAGs:

motoristas, Dnit, veículos, carros, caminhões, PRF

Editoria:

Trânsito


Atualização: 05/07/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Trânsito do Centro da Capital sofre alterações nesta segunda quinzena de outubro.



* Código de trânsito pode ficar mais severo



* Experimente fazer o teste de mitos do trânsito proposto pelo G1



* TRÂNSITO: Novembro tem curso do DENATRAN em São José



* TRÂNSITO: Prefeitura discute com entidades a revitalização da Edu Vieira





Exército para veículos e recolhe sugestões dos motoristas sobre BRs.

Em SC, pesquisa é feita na BR-470 em Blumenau e BR-101 em Itajaí.



Motoristas que trafegam pela BR-470 em Blumenau, no Vale do Itajaí, e BR-101 em Itajaí podem ser parados pelo Exército para responder a uma pesquisa do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). O órgão quer sugestões para definir as prioridades na gestão das rodovias federais, além de traçar o perfil dos usuários e fluxo dos veículos, segundo reportagem da RBS TV.



Perguntas

Os veículos são parados aleatoriamente. Todos estão sujeitos, de carros a caminhões. Os soldados fazem várias perguntas aos motoristas, desde informações sobre o veículo e número de passageiros até os motivos da escolha da rodovia.



O questionário também pede para o motorista sugerir, dentro da rota dele, as melhores cidades para criação de um lugar de parada obrigatória de descanso.



Faz parte da pesquisa a contagem de veículos. No sábado (2), quando começou o trabalho, passaram pelo posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Itapema, no Litoral Norte, mais de 40 mil veículos.



Diagnóstico do tráfego

Essas informações vão ajudar o Dnit a fazer um diagnóstico de tráfego. Com os dados em mãos, vai ser mais fácil identificar os trechos mais movimentados e as necessidades de adequação das rodovias federais. A pesquisa também é fundamental, segundo o Departamento, para a execução de projetos, manutenções, construções e operações rodoviárias.



A coleta de informações vai ocorrer em quatro fases. Esta primeira vai até o fim de semana. Haverá mais uma em novembro e, posteriormente, em 2017. O trabalho é feito nas regiões Sul e Sudeste do Brasil.



Acesse essa notícia direto da fonte...