Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
MIX Rocha

PLAMUS

FITZZ | e-bikes

Everbike

MObfloripa | Guia


The City Fix Brasil | Nossa Cidade: seis princípios para tornar as cidades mais seguras a partir do desenho urbano







Data:

07/07/2016

Fonte:

The City Fix Brasil

Fonte da imagem:

Recorte digital de thecityfixbrasil.com

TAGs:

projeto, cidades, sustentabilidade, acidentes, segurança viária

Editoria:

Trânsito


Atualização: 07/07/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Trânsito do Centro da Capital sofre alterações nesta segunda quinzena de outubro.



* Código de trânsito pode ficar mais severo



* Experimente fazer o teste de mitos do trânsito proposto pelo G1



* TRÂNSITO: Novembro tem curso do DENATRAN em São José



* TRÂNSITO: Prefeitura discute com entidades a revitalização da Edu Vieira





O projeto Nossa Cidade, do TheCityFix Brasil, explora questões importantes para a construção de cidades sustentáveis.



Com a colaboração e a expertise dos especialistas do WRI Brasil Cidades Sustentáveis, os posts trazem artigos especiais sobre planejamento urbano, mobilidade sustentável, resiliência, segurança viária, entre outros. A cada mês, uma nova temática explora por ângulos diferentes o desenvolvimento sustentável de nossas cidades.



É assustador o fato de que 1,25 milhão de pessoas morrem a cada ano em acidentes de trânsito. Diversos fatores contribuem para esse alto índice, porém a maneira com que as cidades vêm sendo construídas é a principal responsável por esse cenário. Mas, e se um guia prático pudesse ajudar as cidades a salvarem mais de 100 pessoas por dia? O Nossa Cidade deste mês tratará do tema Segurança Viária e começaremos trazendo soluções ao apresentar a publicação O Desenho de Cidades Seguras.



O guia, elaborado pelo WRI Ross Center for Sustainable Cities, fornece aos gestores e projetistas um compilado de orientações e exemplos para reduzir mortes de trânsito que poderiam ser evitadas por meio de pequenas mudanças no desenho das vias. O Brasil é, atualmente, o quarto país que mais mata no trânsito. Essas fatalidades custam cerca de 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. Outras economias emergentes como México, Indonésia, Turquia e China também têm grandes prejuízos econômicos com as mortes no trânsito. São também nos países de baixa e média renda em que 90% das fatalidades em acidentes ocorrem.



O número opressor de veículos nas ruas e também as falhas de planejamento das cidades acabam por colocar tantas vidas em risco, em especial a dos usuários mais vulneráveis do sistema viário: pedestres, ciclistas e motociclistas. O foco de O Desenho de Cidades Seguras recai sobre os diversos usos que as cidades podem fazer do redesenho das vias, para que elas também sirvam especialmente ao transporte coletivo e sustentável.



Remodelar vias urbanas não é uma tarefa fácil, mas pode ocorrer em qualquer local do mundo. “As diretrizes apresentadas no guia podem ser implementadas em qualquer cidade, seja ela grande ou pequena. A maior parte das medidas pode ser praticada com baixo custo, não necessariamente são empreendimentos caros. Além disso, todas elas têm a eficácia comprovada para a redução de acidentes e mortes no trânsito”, afirma a Coordenadora de Segurança Viária do WRI Brasil Cidades Sustentáveis, Marta Obelheiro.



A partir de seis princípios e 34 elementos de design que são amplamente apresentados nos capítulos, o guia se comunica diretamente com os gestores públicos, projetistas, engenheiros, urbanistas, empreiteiros privados e públicos, especialistas em saúde pública e responsáveis pela criação de planos de mobilidade. Então, veja como construir uma cidade mais segura a partir desses princípios:



Continue lendo esta notícia direto da fonte...