Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
MIX Rocha

FITZZ | e-bikes

MObfloripa | Guia

Everbike

PLAMUS


Mobilis | Simulador de direção veicular revela maus hábitos adquiridos com a experiência



Caráter pedagógico do simulador Mobilis possibilita experiência realista a motoristas de longa data que estão em busca de reciclagem.




Data:

20/07/2016

Fonte:

Mobilis

Fonte da imagem:

Recorte digital de mobilis.com.br

TAGs:

simulador, motoristas

Editoria:

Trânsito


Atualização: 20/07/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Trânsito do Centro da Capital sofre alterações nesta segunda quinzena de outubro.



* Código de trânsito pode ficar mais severo



* Experimente fazer o teste de mitos do trânsito proposto pelo G1



* TRÂNSITO: Novembro tem curso do DENATRAN em São José



* TRÂNSITO: Prefeitura discute com entidades a revitalização da Edu Vieira





Reciclagem de condutores é uma das aplicações dos equipamentos



Por Assessoria de Imprensa Mobilis



Anos ou até mesmo décadas de prática atrás do volante te faz um condutor mais habilidoso, correto? Depende. Isso porque na medida em que a experiência constrói motoristas mais confiantes, também pode originar hábitos perigosos, como manobras arriscadas e dirigir com apenas uma das mãos no volante, por exemplo. Para o chefe do Departamento de Medicina de Tráfego Ocupacional da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), Dirceu Alves Junior, tão difícil quanto eliminar estes costumes é detectá-los por conta própria e dimensionar seus riscos.



Bons ou ruins, os hábitos são estabelecidos pelo princípio da repetição e, para auxiliar o condutor na tarefa de reconhecer e eliminar vícios, o especialista sugere a adoção dos simuladores de direção veicular. “Além de essenciais para formação de condutores, estes equipamentos auxiliam na educação continuada de motoristas que precisam ter suas posturas modificadas, conforme avaliação do instrutor”, argumenta.



Alves Junior completa que condutores de longa data tendem a cometer faltas mais arriscadas à segurança por conta do excesso de confiança. “São comuns falhas posturais, como deixar o braço para fora ou dirigir com apenas uma das mãos, e certo desleixo quanto à falta de sinalização das ações ou uso incorreto das lanternas. O simulador é a melhor maneira de reverter estes hábitos”, garante.



Continue lendo esta notícia direto da fonte...