Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
FITZZ | e-bikes

MIX Rocha

PLAMUS

Everbike

MObfloripa | Guia


ND Online | Adesão à lei dos faróis acesos é de mais de 90% na Grande Florianópolis, diz PRF







Data:

21/07/2016

Fonte:

ND Online

Fonte da imagem:

Recorte digital de ndonline.com.br

TAGs:

transportes, PRF, farol, veículos, motoristas, Florianópolis

Editoria:

Legislação


Atualização: 21/07/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Agora é lei. Passagem de ônibus interestadual e intermunicipal terá validade de 1 ano



* LEGISLAÇÃO: Projeto prevê sinal sonoro em todos os semáforo



* Projeto proíbe cobrança de pedágio em rodovias inacabadas



* Detran alerta sobre falso e-mail



* Projeto de lei sugere disciplina em autoescola sobre uso da bicicleta





Mas há também motoristas que se confundem e dirigem apenas com as lanternas ligadas



O hábito de entrar no carro, colocar o cinto de segurança e ligar o veículo é automático para a maioria dos motoristas. Mas para muitos condutores falta agora se acostumar também a ligar os faróis durante o dia, em obediência à nova regra do CTB (Código de Trânsito Brasileiro), que obriga o uso de faróis acesos em rodovias estaduais e federais, em vigor desde 8 de julho. Apesar do pouco tempo da vigência, mais de 90% dos condutores obedecem à norma na BR-101, região da Grande Florianópolis, segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal). Na SC-401, no Norte da Ilha, é possível perceber que a quantidade de veículos em conformidade com a lei se assemelha aos números da rodovia federal.



Embora a maioria esteja atenta à nova lei, muitos motoristas se confundem e dirigem com as lanternas ligadas. Por engano, a química Dalila Galli, 28 anos, pensava estar dentro da lei. Na SC-401, a moradora da praia da Daniela utilizava somente as lanternas por acreditar que eram os faróis. "Quando ligo o carro essas luzes acendem automaticamente", justificou enquanto ajustava o farol baixo. Dalila pode ter sido multada e ainda não sabe.



Por morar próximo à SC-401, no bairro Monte Verde, o vigilante Gilberto Souza, 32, precisa cruzar a rodovia estadual sempre que precisa se dirigir ao Norte ou a outros locais da Ilha. Para evitar despesa extra, ele se adaptou rapidamente ao hábito de acender os faróis durante o dia e mantém a prática sempre que liga o carro. "Não quero quatro pontos na minha carteira de habilitação, e não tenho dinheiro para pagar multa", ressaltou.



Continue lendo esta notícia direto da fonte...