Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
Everbike

PLAMUS

MObfloripa | Guia

FITZZ | e-bikes

MIX Rocha


Move Cidade | A preferência é do pedestre! A importância de quem vai a pé







Data:

30/08/2016

Fonte:

Move Cidade

Fonte da imagem:

Pixabay | Unsplash

TAGs:

calçadas, infraestrutura, segurança viária

Editoria:

Pedestres


Atualização: 30/08/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Inscrições abertas para a Maratona de Santa Catarina



* Falta de passarela na SC-401, em Florianópolis, é pesadelo para moradores da região



* RS: Motorista repete estupidez do atropelador de ciclistas em Porto Alegre



* Após campanha, morte de pedestre cai 37% em São Paulo



* Modelo de faixa de pedestre inspirado nas de Londres está em fase de teste





Você já parou para pensar que todas as pessoas são pedestres em algum momento? Andar a pé é a forma mais básica e também mais importante da mobilidade. Até quem normalmente se locomove de carro precisa caminhar às vezes – mesmo que seja somente até os estacionamentos. Se essa é a forma primária de locomoção (e a única que não gera custos!), não é estranho perceber que os pedestres são desvalorizados quando se trata do planejamento da mobilidade?



Prioridade

A legislação sempre menciona que pedestres devem ter prioridade, mas na realidade das ruas não é bem assim que funciona. Afinal, o que precisa ser feito?



A infraestrutura para quem anda a pé é formada principalmente por calçadas e travessias, e é necessário pensar estes dois elementos como uma rede por onde as pessoas se deslocam na cidade.



Travessias

Travessias devem ser pensadas levando sempre em consideração o conceito de “linha do desejo”.



Pedestres se movem usando a própria energia, então tendem a buscar sempre o caminho mais curto para chegar a seus destinos – esse caminho mais curto é o que chamamos de linha do desejo.



É por isso que as faixas de pedestres devem ser pouco extensas e posicionadas próximas umas das outras, evitando caminhos prolongados.



Continue lendo esta notícia direto da fonte...