Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
FITZZ | e-bikes

Everbike

PLAMUS

MIX Rocha

MObfloripa | Guia


The City Fix Brasil | Portland quer repensar a velocidade das vias com foco nos pedestres e ciclistas







Data:

31/08/2016

Fonte:

The City Fix Brasil

Fonte da imagem:

Recorte digital de thecityfixbrasil.com

TAGs:

pedestres, ciclistas, velocidade, segurança viária

Editoria:

Trânsito


Atualização: 31/08/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Trânsito do Centro da Capital sofre alterações nesta segunda quinzena de outubro.



* Código de trânsito pode ficar mais severo



* Experimente fazer o teste de mitos do trânsito proposto pelo G1



* TRÂNSITO: Novembro tem curso do DENATRAN em São José



* TRÂNSITO: Prefeitura discute com entidades a revitalização da Edu Vieira





Nos Estados Unidos, o número de mortes no trânsito aumentou em 9% no primeiro semestre de 2016. Informações divulgadas pelo Conselho de Segurança Nacional na última semana indicam que, seguindo esse ritmo, as mortes devem chegar a conta de 38 mil pessoas neste ano. Os dados do primeiro semestre cresceram em 18% se comparado com 2014. O levantamento mostra que pedestres e ciclistas estão em uma a cada quatro mortes no trânsito. Em Nova York, o número de ciclistas mortos no primeiro semestre deste ano já excedeu a soma de 2015.



Entre os fatores que contribuíram para o aumento dos números, o Conselho Nacional de Segurança relacionou: a economia mais forte e as taxas de desemprego mais baixas, bem como a redução dos preços médios da gasolina 16% mais baixos ao ano anterior. Em matéria do CityObservatory, Joe Cortright afirma como esse é um recorte infeliz e provavelmente incorreto, pois até 2013 se viu uma redução das fatalidades no trânsito e a economia estava em crescimento. “Essa é uma visão um tanto fatalista que implica que mais mortes no trânsito são uma consequência triste, mas inevitável do crescimento econômico”, destaca Cortright.



Levando em conta pedestres e ciclistas para calcular a velocidade das vias



Apesar do aumento dos números, algumas cidades americanas integram o movimento para combater as fatalidades de trânsito. Afinal, estamos na Década da Ação pela Segurança Viária e tais números devem servir como impulso para que prosperem mais ações com foco na melhoria no desenho urbano e redução de velocidade dos veículos. “Nossa complacência está nos matando”, foi o que disse Deborah Hersman, integrante do Conselho de Segurança Nacional, na ocasião da divulgação dos dados.



Continue lendo esta notícia direto da fonte...