Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
MIX Rocha

Everbike

PLAMUS

FITZZ | e-bikes

MObfloripa | Guia


PMF | Ação promove dia sem carro na próxima quinta







Data:

20/09/2016

Fonte:

Prefeitura de Florianópolis

Fonte da imagem:

Divulgação

TAGs:

transporte coletivo, carros, motos, tráfego, Florianópolis

Editoria:

Trânsito


Atualização: 20/09/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Trânsito do Centro da Capital sofre alterações nesta segunda quinzena de outubro.



* Código de trânsito pode ficar mais severo



* Experimente fazer o teste de mitos do trânsito proposto pelo G1



* TRÂNSITO: Novembro tem curso do DENATRAN em São José



* TRÂNSITO: Prefeitura discute com entidades a revitalização da Edu Vieira





Como forma de incentivar o uso de outros meios de transporte, vias do entorno da praça XV serão fechadas para o tráfego de carros e motos



Engajada em um movimento mundial com diversas cidades, a Secretaria Municipal de Segurança e Gestão do Trânsito e a Guarda Municipal participam da programação do dia 'Na cidade sem meu carro' e promovem a interrupção do tráfego de carros e motos em um dos lados da praça XV de novembro (rua Arcipreste Paiva), no trecho entre a rua Tenente Silveira e avenida Paulo Fontes.



A interrupção vigora entre as 6 e as 20 horas. A proposta faz parte da 16ª Jornada Brasileira – evento internacional de reflexão sobre os modelos de Mobilidade Urbana que este ano terá como tema “faixas exclusivas, bicicletas, calçadas acessíveis e paz no trânsito”, que irá proporcionar à população áreas livre de automóveis dando mais espaço para pedestres, ciclistas e transportes públicos.



Neste dia, o semáforo do trecho será desligado e a Guarda Municipal estará no local para garantir a passagem dos pedestres por meio do aceno com a mão. O local ficará aberto para transporte público coletivo, escolar, táxi, bicicletas e pedestres. Para o tráfego de veículos permitidos, serão feitas divisões com cones e fitas zebradas para táxis, bicicletas e ônibus.



Entre outras ações, estão previstas a distribuição de cartilhas do ciclista e mudas de plantas do Horto Municipal. Por meio de um telão instalado na região central, serão apresentados projetos desenvolvidos para a cidade, além das propostas de novas configurações das vias a serem implantadas. Estarão disponíveis também atividades com checagem da pressão arterial, orientações sobre caminhar de forma saudável, programas de atividades físicas, apresentação de shows, cinema, bandas, declamação de poesias e grupos de arte.



Evento mundial

A jornada mundial 'Na cidade sem meu carro' começou em 1997 na França e chegou ao Brasil em 2001 pelo Instituto RUAVIVA. O movimento tem como objetivo principal instigar a reflexão sobre o modelo de mobilidade dominante em nosso país, onde o modo motorizado individual de locomoção, o automóvel, ganha cada vez mais espaço em detrimento do transporte público coletivo e do não motorizado.



A jornada se organiza com o engajamento das prefeituras, definindo uma área da cidade - protegida dos automóveis e motos - onde as pessoas possam resgatar a rua como local de convívio social, e a qualidade do meio ambiente, onde os ônibus circulam sem congestionamento e as bicicletas e pedestres não sofrem ameaças dos automóveis. No local, acontecem atividades de lazer e cultura e a população é incentivada a deixar seus carros em casa e procurar formas sustentáveis de se deslocar. Para tal, as prefeituras garantem transporte público de qualidade e informações de como funcionará a cidade na área livre de carros e motocicletas, para que a população se sinta estimulada



A jornada visa a difundir os preceitos da Mobilidade Sustentável - onde os pedestres, os ciclistas e principalmente o transporte público entram de forma definitiva nas agendas das políticas públicas, seja urbana ou ambiental, das diversas esferas de Governo e atrair a atenção dos meios de comunicação para o tema. A Lei da Mobilidade Urbana (n. 12.587/2012) prioriza os investimentos no sistema viário em transporte público e não motorizados, bem como a transformação do transporte público em direito social, constitucionalmente reconhecido.



Na imagem, veja como ficará o trânsito na praça XV.



Acesse essa notícia direto da fonte...