Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
Everbike

MIX Rocha

FITZZ | e-bikes

PLAMUS

MObfloripa | Guia


Itaú | 9 imprevistos que você pode encontrar indo de bike para o trabalho e como resolvê-los







Data:

21/09/2016

Fonte:

Itaú

Fonte da imagem:

Recorte digital de medium.com/itau

TAGs:

ciclistas, dicas, bicicleta para o trabalho, Vá de Bike

Editoria:

Bicicletas


Atualização: 21/09/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Magrelas, gratuitas e eficientes em Brasília



* Bicicletas podem garantir mais segurança no trânsito em Florianópolis



* O futuro do transporte está nas bicicletas?



* Novas "highways" para bicicletas fazem sucesso em Londres



* Bicicleta: o meio de transporte do futuro





Transpiração, pneu furado e chuva, muita chuva. Willian Cruz do site Vá de Bike mostra como resolver alguns dos problemas que você vai encontrar indo de bicicleta para o trabalho



OK, você resolveu ir de bicicleta para o trabalho, mas está preocupado com o que pode dar errado. Aqui vai uma listinha com alguns dos problemas mais comuns e o que você pode fazer para resolvê-los — ou evitar que eles aconteçam.



#1. Corrente soltando



Colocar a corrente de volta não é uma operação muito complexa, embora possa dar bastante trabalho. Se a bicicleta tem câmbio, passe para uma marcha onde o mecanismo esteja na marcha imediatamente adjacente ao lado para o qual a corrente escapou. Puxe com a mão enquanto gira o pedal para trás, até que a corrente encaixe. Levante a bicicleta e “pedale” com a mão para a frente, para ter certeza que voltou ao lugar.



Isso vai sujar bastante sua mão. Para evitar, leve algumas folhas de papel toalha e tente segurar a corrente com ele. Ou o utilize para limpar a mão depois, usando a água da garrafinha.



Se a corrente estiver soltando com muita frequência, é porque há alguma coisa errada com a bicicleta. Corrente caindo o tempo todo definitivamente não é uma situação normal. Leve a bike uma oficina assim que possível.



#2. Trânsito agressivo



Você chegou em um ponto onde encontrou um avenidão, com ônibus que lhe assustam ou com carros passando rápido demais. E agora?



Para evitar que esse tipo de situação ocorra, é muito importante planejar a rota antes de sair, através de um serviço de mapas on line. Busque alternativas a grandes avenidas que não possuem ciclovia, mesmo que isso implique em aumentar um pouco o percurso. Tente fazer o caminho com calma num domingo de manhã, quando há menos trânsito e você não tem a pressão de chegar logo no trabalho, para avaliar o trajeto.



Se a avenida for mesmo o único caminho possível, considere ocupar a faixa como um veículo. Pode parecer antipático, mas vai evitar que os motoristas passem na mesma faixa onde você está, tirando fina o tempo todo. Isso também vai lhe deixar com uma margem de segurança à sua direita, para escapar de alguém que resolver ainda assim passar muito perto. Saiba mais.



#3. Fome e sede



Ser surpreendido pela fome ou pela sede no caminho é bem ruim. Principalmente a fome, pois você pode ficar com tontura. Leve sempre alguma coisa fácil de carregar para matar a fome, como uma barra de cereal ou uma banana-passa. Tenha sempre uma garrafinha de água com você. Ou esteja preparado para comprar o que comer no caminho se a fome bater. Mas não pedale com fome.



Continue lendo esta notícia direto da fonte...