Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
PLAMUS

Everbike

MObfloripa | Guia

MIX Rocha

FITZZ | e-bikes


Legislação urbana e corredores de transporte nas grandes cidades brasileiras: uma análise à luz dos princípios de Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável







Data:

21/09/2016

Fonte:

Arch Daily Brasil

Fonte da imagem:

Reprodução

TAGs:

mobilidade urbana, sustentabilidade, legislação

Editoria:

Transportes


Atualização: 21/09/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Maciço do Morro da Cruz poderá receber Transporte Funicular



* Estudante da UFRGS cria site com rotas de ônibus de Porto Alegre



* Ministério dos Transportes e DNIT preparados para emergências no período das chuvas



* Florianópolis deve facilitar o acesso às informações sobre o transporte público



* Futuro da mobilidade paulista passa por trilhos





Os instrumentos legais definidos pelo Estatuto da Cidade (Lei Nº 10.257/2001) para orientar a política urbana dos municípios brasileiros (Plano Diretor, Zoneamento Urbano, Código de Obras e Edificações, Operações Urbanas Consorciadas, entre outros), regulamentam o desenvolvimento das cidades e influenciam diretamente seus padrões de urbanização, podendo contribuir ou não para a promoção de modelos de mobilidade mais sustentável.



De modo a evidenciar o grau de alinhamento destes instrumentos com os princípios do Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável (DOTS), o Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP, na sigla em inglês) analisou dois instrumentos que visam regular o uso e ocupação do solo em áreas no entorno de corredores de transporte público em São Paulo e no Rio de Janeiro. Os instrumentos analisados são aOperação Urbana Consorciada (OUC) Bairros do Tamanduateí (São Paulo) e aÁrea de Especial Interesse Urbanístico (AEIU) TransCarioca (Rio de Janeiro).



Continue lendo esta notícia direto da fonte...