Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
Everbike

MObfloripa | Guia

PLAMUS

MIX Rocha

FITZZ | e-bikes


ND Online | Três projetos na Câmara de Florianópolis tratam sobre a Uber







Data:

05/10/2016

Fonte:

ND Online

Fonte da imagem:

Recorte digital de app1.ndonline.com.br

TAGs:

Uber, taxistas, transportes, passageiros, Florianópolis

Editoria:

Táxi


Atualização: 05/10/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Pontos de táxi na Praça XV durante a "Parada de Natal" em dezembro 2011



* Aplicativos facilitam procura por táxis em Santa Catarina



* Cerca de 40 táxis de Florianópolis já circulam com reajuste de tarifa



* CNT: Pesquisa inédita sobre o Perfil dos Taxistas



* PMF | Táxis: licitantes escolhem ponto





Transporte individual de passageiros privado divide a opinião dos vereadores, que apresentaram um projeto a favor, um contra e um que pretende conciliar a tecnologia ao serviço disponível hoje



O debate sobre a regulamentação do serviço de transporte individual de passageiro privado, em Florianópolis, deve se estender por mais alguns meses. Três projetos de lei foram apresentados este ano na Câmara de Vereadores. Um deles libera o serviço, um proíbe e o outro tenta unir a tecnologia ao transporte existente na cidade. Desde o início da operação do Uber na Capital, na sexta-feira, 16 veículos foram apreendidos pela Secretaria de Mobilidade Urbana.



Há três semanas, o vereador Deglaber Goulart (PSD) apresentou o projeto que proíbe o serviço. Ele argumenta que primeiro se deve resolver a situação dos táxis. “O Ministério Público pede a retirada de 258 táxis e precisamos ver o que acontecerá. Além disso, essa discussão precisa ser ampliada em audiências públicas, e não em uma reuniãozinha”, justificou.



O projeto do vereador Ricardo Camargo Vieira (PMDB) é o mais complexo. Para ele, Florianópolis tem dois tipos de serviço à disposição da população: táxi e executivo. Vieira defende uma espécie de união da tecnologia dos aplicativos com os transportes já oferecidos na cidade. Há algumas semanas, ele promoveu uma audiência pública, enquanto o projeto segue na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça). “O Uber demonstra que tem a facilidade na chamada do serviço, no preço e no atendimento, mas precisamos implantar esses benefícios nos transportes que já possuímos e, assim, o meu projeto é o mais abrangente”, disse.



Continue lendo esta notícia direto da fonte...