Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
FITZZ | e-bikes

Everbike

PLAMUS

MIX Rocha

MObfloripa | Guia


Mobilize | Pesquisa mostra insatisfação com transporte público em dez capitais







Data:

07/10/2016

Fonte:

Mobilize

Fonte da imagem:

Recorte digital de mobilize.org.br

TAGs:

ônibus, mobilidade urbana, trem, bicicleta, transporte público

Editoria:

Transportes


Atualização: 07/10/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Maciço do Morro da Cruz poderá receber Transporte Funicular



* Estudante da UFRGS cria site com rotas de ônibus de Porto Alegre



* Ministério dos Transportes e DNIT preparados para emergências no período das chuvas



* Florianópolis deve facilitar o acesso às informações sobre o transporte público



* Futuro da mobilidade paulista passa por trilhos





Ruim ou péssima é a opinião de 45% dos entrevistados sobre o uso do ônibus na ida ao trabalho, quase o mesmo índice que para o trem. Mais de 60% usariam a bicicleta



Levantamento inédito sobre mobilidade urbana feito em dez capitais brasileiras capta a insatisfação de trabalhadores que utilizam transporte público. De acordo com a pesquisa “Mobilidade para ir e vir do trabalho”, realizada pela empresa Vagas.com com 3.208 questionários, 45% dos entrevistados têm percepção ruim ou péssima do uso do ônibus no trajeto casa-trabalho, trabalho-casa. No caso dos trens, o índice de ruim ou péssimo é 44%.



Brasília (59%), Recife (57%), Salvador (49%) e Belo Horizonte (48%) foram as cidades que concentraram as piores avaliações (péssimo e ruim) dos passageiros de ônibus. No caso dos trens, foi em São Paulo onde houve maior percentual de péssimo ou ruim (47%). A rejeição ao metrô é menor (28%) na média verificada nas dez capitais do país.



O levantamento aponta que o meio de transporte com melhor avaliação (excelente) são moto (63%), carro (60%) e bicicleta (56%). Ainda assim, o uso do automóvel para ir e vir do trabalho angariou muitas críticas quando os entrevistados foram confrontados com condições de infraestrutura viária, segurança, agilidade e conforto. Para 36% é pior ir e voltar do trabalho de carro atualmente do que há um ano. O uso do carro obteve sensação de piora em Curitiba (38%) e São Paulo (37%).



“No geral, a pesquisa mostra que existe uma percepção melhor para utilização de meios de transportes privados em relação aos públicos, mas o aspecto trânsito ruim e conforto pesam bastante e revelam que usar o carro para ir e voltar do trabalho também gera insatisfação”, afirma Rafael Urbano, coordenador da pesquisa.



Continue lendo esta notícia direto da fonte...