Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
MObfloripa | Guia

PLAMUS

FITZZ | e-bikes

MIX Rocha

Everbike


Extra | Para fugir do trânsito intenso na porta de colégios, pais optam por bicicleta e até triciclo







Data:

10/10/2016

Fonte:

Extra

Fonte da imagem:

Recorte digital de extra.globo.com

TAGs:

bicicletas, triciclos, ciclovias, trânsito, veículos, escola

Editoria:

Transportes


Atualização: 10/10/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Maciço do Morro da Cruz poderá receber Transporte Funicular



* Estudante da UFRGS cria site com rotas de ônibus de Porto Alegre



* Ministério dos Transportes e DNIT preparados para emergências no período das chuvas



* Florianópolis deve facilitar o acesso às informações sobre o transporte público



* Futuro da mobilidade paulista passa por trilhos





RIO - Na porta de colégios, aquela cena clássica, de carros em fila dupla, disputando espaço com vans e ônibus que também desembarcam crianças, está começando a virar um problema do passado. Agora, na hora de deixar os filhos na escola, muitos pais têm optado por meios de transporte mais sustentáveis. Vale bicicleta, patinete e até mesmo um triciclo, como o usado, nessa semana, pelo empreendedor social australiano Michael Linke para levar os filhos, Julia, de 8 anos, e Nicholas, de 5, ao colégio em Laranjeiras.



— Na Namíbia, onde eu tenho uma ONG e eles nasceram, era muito difícil levá-los de bicicleta por falta de estrutura, então, o transporte era feito de carro. Mas aqui tem ciclovia e as distâncias não são tão grandes — conta Michael, listando as vantagens da troca de meio de transporte. — Você não gasta dinheiro com gasolina nem com estacionamento e chega mais rápido, pois pela ciclovia não pega engarrafamento.



Isso o engenheiro Luiz Duarte pode atestar. Há 4 anos, ele passou a usar a bicicleta para levar a filha Giovanna, hoje com 5, à creche, que fica a um quilômetro da sua casa, em Copacabana. O resultado foi percebido no relógio:



— Gastava até 30 minutos no trânsito quando ia de carro, agora levo apenas dez — compara ele, que agora, além de Giovanna, carrega Isabelle, de 2 anos, na bicicleta, as duas em cadeirinhas. — Vai uma na minha frente e a outra atrás de mim. Outra vantagem de pedalar com elas é incentivá-las, sem que elas nem mesmo percebam, a fazer uma atividade física.



Continue lendo esta notícia direto da fonte...