Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
MIX Rocha

Everbike

PLAMUS

MObfloripa | Guia

FITZZ | e-bikes


The City Fix Brasil | Belo Horizonte lança política que fomenta a participação do setor privado na gestão da mobilidade







Data:

18/10/2016

Fonte:

The City Fix Brasil

Fonte da imagem:

Recorte digital de thecityfixbrasil.com

TAGs:

transportes, cidades, Belo Horizonte, trânsito

Editoria:

Mobilidade Urbana


Atualização: 18/10/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Equipe do Mobfloripa no debate sobre mobilidade urbana em Florianópolis



* Mobilidade urbana na Capital - Veja como foi o Painel RBS



* Mobilidade urbana, afinal que trem é esse?



* Mobilidade ativa pode ser opção para alto número de carros circulando em Florianópolis.



* Florianópolis sediará em março o 1º Fórum das Américas sobre Mobilidade nas Cidades.





A demanda por transporte nas grandes cidades é originada principalmente pelo movimento pendular entre casa-trabalho-estudo-casa da população. Sendo assim, é clara a necessidade de uma maior participação do setor privado na busca pela melhoria da mobilidade urbana. A cidade de Belo Horizonte aparece como pioneira ao fomentar essa prática na América Latina.



Como medida para reforçar as ações promovidas pela capital mineira na área de mobilidade urbana, a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTRANS) lançou um Roteiro para a elaboração de Programa de Gestão de Mobilidade. A iniciativa do órgão propõe aos empreendimentos de grande porte (publicos e privados) que, como medida mitigadora, criem e implementem planos estruturados de Gestão de Demanda de Viagens com o objetivo de estimular o uso de meios de transporte mais sustentáveis nos deslocamentos ao trabalho e, assim, contribuam para a redução dos congestionamentos e a fluidez do trânsito da cidade.



Políticas de incentivo adotadas por empresas desempenham um importante papel na forma como o funcionário se desloca ao trabalho. Estimular os empregados a caminhar, pedalar, usar transporte coletivo, organizar caronas e gerir o uso do automóvel não apenas contribui para a cidade e para o meio ambiente, mas também proporciona benefícios para a própria instituição.



Continue lendo esta notícia direto da fonte...