Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
FITZZ | e-bikes

MObfloripa | Guia

MIX Rocha

Everbike

PLAMUS


Mobilize | Quanto menos espaço se dá aos carros, melhor eles circulam







Data:

04/11/2016

Fonte:

Mobilize

Fonte da imagem:

Recorte digital de mobilize.org.br

TAGs:

pedestres, ciclistas, motoristas, carros, transportes

Editoria:

Trânsito


Atualização: 04/11/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Trânsito do Centro da Capital sofre alterações nesta segunda quinzena de outubro.



* Código de trânsito pode ficar mais severo



* Experimente fazer o teste de mitos do trânsito proposto pelo G1



* TRÂNSITO: Novembro tem curso do DENATRAN em São José



* TRÂNSITO: Prefeitura discute com entidades a revitalização da Edu Vieira





Este é o "princípio do tráfego induzido", explicado em entrevista à RFI por um urbanista francês que defende medidas de redução do tráfego e vias a ciclistas e pedestres



O Conselho de Paris, equivalente à Câmara de Vereadores da capital francesa, aprovou a transformação de uma importante marginal da cidade em uma área reservada aos pedestres e ciclistas. Depois de os carros serem abolidos das margens à esquerda do rio Sena, agora chegou a vez de a mesma medida ser aplicada no lado direito do famoso rio que corta Paris. A medida, aprovada pela maioria dos parisienses, visa a limitar a poluição atmosférica, além de dar mais espaços para as pessoas, ao invés dos carros.



Porém, nem todos ficaram satisfeitos. Comerciantes e profissionais que dependem dos veículos alegam que a mudança vai piorar ainda mais o trânsito parisiense, ao concentrar os veículos em trajetos alternativos à rota central. O economista e urbanista Frédéric Heran, pesquisador da Universidade de Lille 1, desmente essa percepção: ele alega que quanto menos espaço as cidades dão para os carros, melhor eles podem circular. Paradoxal? Leia abaixo os argumentos do especialista, autor de Le Retour de la Bicyclette (O Retorno da Bicicleta, em tradução livre). Heran também analisa a tendência mundial de redução dos carros nas grandes metrópoles e comenta a situação dos transportes no Brasil.



Quanto mais se dá espaço aos carros, mais carros teremos nas cidades?

Sim, é um círculo vicioso. Quanto mais melhoramos as condições do tráfego, mais incitamos as pessoas a usarem carros. É fácil de compreender isso, mas ninguém admite. Para muitos governantes, a solução para os congestionamentos é ampliar as ruas. Pode parecer uma saída óbvia, de bom senso, mas no fundo está errada. Estamos falando do princípio do tráfego induzido. É uma constatação, e não uma teoria: quando ampliamos as ruas, em seis meses, um ano ou no máximo dois, o tráfego motorizado será sempre maior do que imaginávamos no projeto. O caso mais inacreditável foi o anel periférico de Londres, o M25. A obra gerou um aumento de 60% do tráfego, o que é gigantesco.



Continue lendo esta notícia direto da fonte...