Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
Everbike

MObfloripa | Guia

PLAMUS

FITZZ | e-bikes

MIX Rocha


Bosch aponta o futuro para as cidades inteligentes







Data:

18/11/2016

Fonte:

Aquela Máquina

Fonte da imagem:

Recorte digital de aquelamaquina.pt

TAGs:

cidades, segurança, mobilidade urbana, sustentabilidade

Editoria:

Desenvolvimento Urbano


Atualização: 18/11/2016



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* OPINIÃO | Ponta do coral: por uma abordagem mais realista e menos ideológica



* Comunidade da Bacia do Itacorubi faz reunião com membro do IPUF para discutir mobilidade urbana em Florianópolis



* Banco Central amplia financiamento para obras de saneamento e mobilidade urbana



* Rio+20: Cidades terão metas para cortar poluição



* Implantação do metrô de superfície é uma das prioridades propostas para orçamento 2013 de SC





Até 2050, estima-se que cerca de seis mil milhões de pessoas estarão a viver em cidades. Como tal, é preciso preparar esse futuro, aumentando a comodidade, a eficiência energética e a segurança, pensando em novos conceitos de mobilidade urbana e numa utilização sustentável dos recursos disponíveis. Esta evolução (que a dada altura terá que ser vista quase como obrigatória) vai transformar o conceito de cidade, que aos poucos irá evoluir para cidade inteligente.



E é precisamente a pensar neste futuro (que está cada vez mais próximo) que várias empresas se reuniram na Smart City Expo, em Barcelona, para apresentar e pensar em projectos capazes de melhorar a qualidade de vida nas cidades e reduzir de forma significativa os consumos de energia e os custos operacionais. Só para ter uma ideia, os especialistas garantem que 75 por cento da energia produzida globalmente é consumida pelas cidades, sendo que os edifícios são responsáveis por 40 por cento deste consumo.

Estima-se que até 2019 seja possível "cortar" cerca de 10 mil milhões com custos energéticos. Mas para que isto seja possível terão de ser tomadas medidas e adoptadas novas soluções.



E neste campo a Bosch tem sido uma referência. Juntamente com a FivePoint, a empresa alemã está a trabalhar para conectar a "The San Francisco Shipyard" (uma nova comunidade instalada onde costumava ser um estaleiro, daí o nome). Trata-se de um projecto que prevê a construção de 12 mil moradias e mais de 350 hectares de parques e espaços livres, bem como a criação de 5 milhões de metros quadrados de espaço comercial para pesquisa e desenvolvimento, espaços empresariais e cerca de 300 estúdios de arte. O objectivo da Bosch e da FivePoint é transformar este espaço numa cidade inteligente, com soluções para as casas e para a comunidade em si, aumentando a conectividade e a mobilidade.



Continue lendo esta notícia direto da fonte...