Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
PLAMUS

MObfloripa | Guia

MIX Rocha

Everbike

FITZZ | e-bikes


Portal do Trânsito | Portal explica porque o cinto de segurança de três pontos é tão importante







Data:

03/01/2017

Fonte:

Portal do Trânsito

Fonte da imagem:

Recorte digital de portaldotransito.com.br

TAGs:

segurança viária, veículos, motoristas

Editoria:

Trânsito


Atualização: 03/01/2017



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* Trânsito do Centro da Capital sofre alterações nesta segunda quinzena de outubro.



* Código de trânsito pode ficar mais severo



* Experimente fazer o teste de mitos do trânsito proposto pelo G1



* TRÂNSITO: Novembro tem curso do DENATRAN em São José



* TRÂNSITO: Prefeitura discute com entidades a revitalização da Edu Vieira





A Res.518/15 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) determinou que a partir de 2020, os veículos devem sair de fábrica com cinto de segurança de três pontos e apoio para a cabeça em todas as posições dos assentos. Atualmente, ainda é muito comum encontrar veículos que possuem apenas o cinto abdominal nos bancos centrais traseiros.



Estudo da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) mostra que o cinto de segurança no banco da frente reduz o risco de morte em 45% e, no banco traseiro, em até 75%. Em 2013, um levantamento da Rede Sarah apontou que 80% dos passageiros do banco da frente deixariam de morrer se os cintos do banco de trás fossem usados com regularidade.



E não basta usar o cinto, utilizar o de três pontos é muito mais adequado do que o cinto abdominal.  Por exemplo, o cinto de três pontos retém melhor os ocupantes em sua posição e aumentam a distância das partes rígidas do veículo – principalmente regiões abdominais e cabeça, minimizando o impacto em caso de acidente.



Além disso, o cinto de três pontos permite o uso do pré-tensionador, cuja função é retrair o cadarço instantes após o impacto, aumentando a distância em relação ao painel (para quem viaja na frente).



Continue lendo esta notícia direto da fonte...