Busca por Ônibus em Florianópolis



 Buscar  
 Buscar

Parceiros:


  
Everbike

PLAMUS

MObfloripa | Guia

MIX Rocha

FITZZ | e-bikes


Internacional: Oito lições estrangeiras para amadurecer o uso de veículos verdes



Veículos verdes rodando nas cidades




Data:

21/01/2011

Fonte:

Ana Luiza Daltro | planetasustentavel.abril.com.br

Fonte da imagem:

Revista Quatro Rodas

TAGs:

veículos verdes, Transporte público, sustentabilidade

Editoria:

Sustentabilidade


Atualização: 21/01/2011



 

imprimir artigo



 

enviar por e-mail



Share/Bookmark

Leia também...

* COP 15 - Copenhagen vai disponibilizar bicicletas gratuitas para as delegações.



* SUSTENTABILIDADE: Impulse, o avião a energia solar, cruza a Suíça



* Sustentabilidade: Uma bicicleta que filtra água!



* Internacional: Oito lições estrangeiras para amadurecer o uso de veículos verdes



* Faltam 2 meses para a Hora do Planeta 2011





O mercado de veículos limpos está bem verde no Brasil. E não significa que esteja mais ecológico. Muito pelo contrário. Ainda falta adquirir maturidade quando o assunto é conceder facilidades a quem compra carros menos poluentes.

Enquanto boa parte dos países do mundo dá atraentes incentivos financeiros ao comprador de veículos mais eficientes, isenta-o de impostos e aumenta a rede de abastecimento para recarga elétrica, o Brasil parece estar na contramão dessa tendência.

Para dar uma ideia, a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para um carro comum com até 1 000 cm3 é de 7%, contra 25% para os elétricos. "Antes até de promover incentivos, poderíamos começar pela retirada dos desincentivos", afirma o engenheiro Pietro Erber, presidente da Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE).
Confira a seguir oito ações estrangeiras para expandir a frota limpa.

1. Conceder incentivos em dinheiro?Dar descontos para o comprador de um carro verde está entre as práticas mais comuns em países europeus e norteamericanos. Veja como funciona a política de subsídios nos países abaixo:

=> Bélgica - Desconto de 11 700 dólares para os compradores de elétricos, o maior do mundo.
=> Canadá - Incentivo de 8 500 dólares para elétricos.
=> China - Até 2012, deve dar créditos de 7 500 dólares para híbridos a 9 000 dólares na venda de elétricos.
=> Estados Unidos - Dá até 4 500 dólares aos híbridos e 7 500 dólares aos elétricos. O preço de um Chevrolet Volt, por exemplo, cai de 41 000 para 33 500 dólares, 22%.
=> França - De 2 600 dólares para híbridos a 6 500 dólares para elétricos.
=> Reino Unido - Desconto de 7 800 dólares na compra de elétricos, híbridos ou com célula de combustível.

2. Abater impostos
O Japão isenta os elétricos e híbridos de um imposto nacional calculado de acordo com o peso dos veículos. A mesma tarifa pode ser de 50% a 70% menor para aqueles movidos a combustíveis convencionais que atinjam ou superem as metas de redução de emissões de poluentes. Além disso, em províncias japonesas, como Kanagawa, Kioto e na própria capital, Tóquio, os elétricos não pagam imposto sobre automóveis, o equivalente ao nosso IPVA.
...

3. Transporte público mais limpo?
"É preciso fazer com que haja cada vez mais táxis e ônibus híbridos, elétricos ou mesmo movidos a etanol", afirma Pietro Erber, da ABVE. O governo do Reino Unido, por exemplo, lançou um pacote de 250 milhões de libras, o equivalente a 668 milhões de reais, para a criação de uma rede de transporte público de baixa emissão de poluentes.

...

4. Facilitar o abastecimento?Um dos maiores receios de quem pensa em adquirir um carro elétrico é a dificuldade de abastecê-lo. Por isso, ações governamentais que facilitem a recarga são grandes incentivos. Londres, por exemplo, tem a ambição declarada de se tornar a capital europeia do veículo elétrico. No início do próximo ano, a prefeitura deve instalar 1 300 pontos públicos para recarregar baterias.

...

5. Incentivar novas tecnologias
Abrindo outra frente na batalha para uma maior popularização dos carros elétricos, o governo francês liberou 2,5 bilhões de euros para investir em pesquisa de novas tecnologias para desenvolvê-los. Já os Estados Unidos planejam investir 2,4 bilhões de dólares em recursos federais para ajudar empresas e universidades na criação de novos tipos de baterias e de veículos limpos.

6. Dar o exemplo
Comprar veículos menos poluentes para equipar as frotas públicas é uma maneira de os governos incentivarem a população a fazer o mesmo. Nos Estados Unidos, 25% das vendas de híbridos da Ford e da General Motors são encomendas da presidência do país. O U.S. General Services Administration (GSA), órgão que tem como função fazer.

Clique no link e leia a notícia na integra direto da fonte

DATA: 21/01/2011
Fonte: Ana Luiza Daltro | Revista Quatro Rodas - 12/2010 - via Planeta Sustentável
TAGs: veículos verdes, Transporte público, sustentabilidade



Clique no link e leia a notícia na integra direto da fonte